segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Alargando a porta estreita

Uma vez convencidos de que Cristo morreu pra nos salvar, o que mais é necessário para chegarmos ao Céu? Sua morte é suficiente para salvar a todos? A salvação é uma obra de Deus, do homem ou uma colaboração entre Deus e o homem? Uma vez salvo, salvo para sempre? Estas e outras questões ligadas à Soteriologia (estudo da doutrina da salvação) têm sido motivo de calorosas discussões no meio cristão há séculos. Nosso objetivo neste blog não é entrar em detalhes teológicos, mas expor as respostas Bíblicas para dúvidas básicas e de importância fundamental.

Primeramente, não basta crer que Jesus salva, mas é importante ter convicção de que só Cristo salva:

Jo. 14:6 - "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim."
At. 4:12 - "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos."

O cristianismo é exclusivista por natureza. Não existe salvação em nenhuma outra crença. Este é um fato que não podemos negligenciar, mesmo sob o risco de perdermos a simpatia dos outros. Minha esposa e eu tivemos uma vizinha que sofria com problemas de depressão e solidão. Fomos visitá-la algumas vezes para confortá-la e falar sobre Jesus. Ela não gostava de ouvir sobre Jesus e sempre dizia que estava lendo o alcorão e considerando a possibilidade de se tornar muçulmana. Certa vez, a convidamos para um passeio junto com alguns amigos da igreja. Ela reclamou o tempo todo e no final, quando estava sendo levada de carona para casa começou a falar mal do cristianismo. Tive que interrompê-la para mostrar, com amor, que a salvação era somente por Jesus. Ela disse que eu deveria dizer isso aos mais de 1 bilhão de muçulmanos que existem no mundo. Retruquei que sentimos muito por eles, pois estão indo para o inferno. Ela ficou quieta. Confesso que não tenho dom pra evangelismo, mas as pessoas precisam saber para onde estão indo após a morte, os cristãos sabem a resposta e têm vergonha de comunicar (na maioria das vezes, eu me incluo como alvo desta exortação). Não existe meio termo, é Jesus ou nada:

Jo. 3:18 - "Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus."

Mas, alguém dirá: "como então se salvam aqueles que nunca ouviram falar de Jesus?" Por não se satisfazerem com a resposta Bíblica para esta pergunta, os chamados "inclusivistas" crêem que Deus vai salvar os "bons" de todas as religiões. Os "universalistas" dizem que todos irão ser salvos, pois Cristo morreu por todos. Basta ler o texto acima (Jo. 3:18) e também Jo. 3:16 para saber que somente os que crerem em Jesus serão salvos. Não nos compete alterar as Escrituras para torná-las mais facilmente aceitáveis. O que acontece com os que não ouviram o evangelho?

Rm 10:13-14 - "Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?"

A conclusão lógica é que todos os povos pagãos estão perdidos, pois não invocaram aquele em quem não creram. Injusto? Não, um juiz nunca é injusto por condenar criminosos (mais sobre isto em um próximo post). Se não acreditarmos nesse fato, nunca mais mandaremos missionários para evangelizá-los. Melhor deixar que eles se salvem de outro jeito.

5 comentários:

  1. nilson_e_regina_witkoski3 de agosto de 2009 15:07

    Erico
    Voce eh um bom evangelista. Esteja tranquilo quanto a isto.
    Eu discordo de voce quanto a salvacao dos que nao ouviram falar de Cristo.
    Todos serao julgados conforme o que receberam: 'a quem mais foi dado, mais sera cobrado'.
    Todo aquele que nega a Cristo com perfeita consciencia eh imperdoavel.
    Acredito nao ha muitos que nao tenham ouvido falar da salvacao hojem em dia.
    Aqueles que nao ouviram, tem a oportunidade de se arrepender de seus pecados, pela evidencia das coisas que foram criadas.
    O julgamento de Deus eh perfeito, mas tambem a sua misericordia eh perfeita. Deixemos que Deus julgue a humanidade (a Igreja o ajudara na eternidade).
    Nos devemos levar o evangelho a todo o ser humano porque este o maior mandamento de Cristo. Este mandamento esta acima de tudo. Ele quer que todos tenham a chance de ser salvos. Quanto aqueles que nao ouviram a mensagem ou aqueles que foram escandalizados, Ele eh o Todo-Poderoso e sabera julga-los.

    ResponderExcluir
  2. Nilson, obrigado pelo comentário. Só tenho uma resposta:

    Rm 10:13-14 - "Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?"

    Essa lógica que você apresentou é perigosa. Se eu apresentar Jesus aos pagãos e eles o rejeitarem conscientemente, irão para o inferno. Se eles não ouvirem sobre Jesus não podem rejeitá-lo conscientemente, portanto têm chance de serem salvos sem conhecimento de Cristo. Então é melhor não pregar!! Não existem missionários em zonas de perigo que pensem assim. Lembre-se, arrepender-se dos pecados não é suficiente para ser salvo, de acordo com o texto acima.

    ResponderExcluir
  3. Mas e antes de Cristo? Aparentemente a salvação se dava como para os judeus e para os pagãos?

    Quando Jesus morreu, a ordem mudou - a salvação passou a ser pela graça da crença em Cristo. Alguém que tenha morrido 5min depois da morte de Cristo, eventualmente noutra parte do mundo, foi submetido a que julgamento? Sua alma foi sem escala para o inferno?

    ResponderExcluir
  4. Caro Helder,

    Sua questão é importante. Como foram salvos os santos do Velho Testamento (VT)? E o que aconteceu com os santos do VT logo após Cristo morrer? Para responder à primeira pergunta, note o texto abaixo:

    Rm 4:3 - "Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça."

    Abraão creu em que? Em Jesus? Certamente que não, pois não havia revelação sobre Ele ainda. A salvação sempre foi pela fé. Fé na Palavra que Deus revelou por meio de Seus servos, aquilo que os Teólogos chamam de revelação especial (em contraste com a revelação natural encontrada na criação).

    Na época de Noé, foram salvos os que creram na Palavra de Deus sobre o dilúvio e entraram na arca. Antes disso, Enoque era pregador da verdade (Jd v. 14). Noé também foi. Mas sua descendência se rebelou na Torre de Babel. Deus, então, chamou Abraão e fez uma aliança com ele: Quem o abençoar será abençoado, de onde se percebe que o Deus verdadeiro passa a ser conhecido como o Deus de Abraão. Quando se forma o povo de Israel, os gentios são salvos se crerem no Deus de Israel, mesmo sem guardarem a Lei. A prova disso é a salvação da prostituta Raabe:

    Jos. 2:9-11 - "E disse aos homens: Bem sei que o Senhor vos deu esta terra e que o pavor de vós caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desfalecidos diante de vós. Porque temos ouvido que o Senhor secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Siom e a Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. O que ouvindo, desfaleceu o nosso coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o Senhor vosso Deus é Deus em cima nos céus e em baixo na terra."

    Em Hebreus 11 ela é incluída na lista dos heróis da fé. Com relação à sua segunda pergunta, quando Jesus morre, os santos do VT não "perdem a salvação" de repente. No livro de Atos nota-se claramente um período de transição entre a Velha Aliança e a Nova Aliança, quando coisas que nos parecem estranhas hoje acontecem. Por exemplo:

    At. 19:1-5 - "E SUCEDEU que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso; e achando ali alguns discípulos, Disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus."

    Eles só conheciam o batismo de João, para arrependimento dos pecados e fé naquele que viria. Paulo os ensina que o Messias já veio, e Seu nome é Jesus. Assim que eles crêem, recebem o Espírito Santo e começam a falar em línguas. Hoje em dia, quem crê em Jesus já recebe o Espírito Santo. Devo escrever mais sobre isso em algum post.

    De toda forma, tenha em mente que a salvação sempre foi pela graça somente, mediante a fé somente.

    ResponderExcluir
  5. Sim, ficou bem claro agora. Gostei bastante do blog, procurarei postar sempre minhas questões.

    É engraçado que a questão da prostituta Raabe serve como contra exemplo para algumas seitas que pregam que não haverá salvação sem que se cumpra integralmente a Lei, mesmo após a morte de Jesus.

    Muito obrigado.

    ResponderExcluir