sábado, 25 de junho de 2011

Evolução


Dizem que geneticamente o ser humano é 97% igual ao macaco (chimpanzé? Gorila?). Olhando bem, não parece. Não entendo nada de genética nem de biologia, mas parece evidente que existe algo além dos genes que diferencia humanos de animais. Como não entendo nada deste assunto, não vou me estender neste post. Nunca li “A origem das espécies” nem “A caixa preta de Darwin”. Ainda que haja certa forma de evolução no reino animal, não acredito que os humanos evoluíram dos primatas porque, falando como leigo, a teoria me parece, na ausência de intervenções divinas, incapaz de explicar porque somos tão diferentes de todos os animais. Não preciso nem me delongar nesta parte, afinal, fomos nós que mandamos um macaco pro espaço e não vice-versa (tudo bem, concordo que fui leviano neste comentário). Em segundo lugar, a Bíblia diz que Deus formou o homem à sua imagem e semelhança, do pó da terra. Alguns teólogos que acreditam em evolução acham que Deus usou um macaco como protótipo. Porém, só porque a matéria prima é a mesma e a estrutura física/genética é parecida não implica necessariamente em evolução. Afinal, os seres celestiais se parecem conosco e não me consta que tenha havido evolução no céu (isso foi uma piada sem graça). Mas, seja como for que se creia que Deus criou o corpo do homem, a maior diferença certamente está na parte espiritual. Somente o homem cultua seu Criador. E existe uma explicação Bíblica para isto.

Gênesis 2:19 diz que todos os animais foram formados do pó da terra e todos são chamados de alma vivente (“nephesh”, no hebraico). A respeito do homem, Gn 2:7 também diz que este foi feito alma vivente (“nephesh”). Além disso, o mesmo verso diz que Deus soprou em suas narinas o “fôlego da vida” (“neshamah” = fôlego, espírito). Os animais também têm um fôlego, mas existe alguma diferença entre a alma vivente dos animais e o espírito humano. Creio que é isto que faz com que sejamos a imagem de Deus. Somos uma criação à parte. Depois da formação do homem, Deus parou com seus atos de “criação especial” e deixou a natureza correr seu curso natural, que é a forma como eu entendo que ele “descansou” no sétimo dia da criação. Não significa que Ele não opere milagres ainda hoje, mas que Ele não cria nenhuma outra espécie da forma como criou no princípio. As novas espécies aparecem hoje por processos puramente naturais.

O que dizer dos fósseis de hominídeos? Australopitecus, homo erectus, neanderthal, cro-magno, etc.? Podemos separar 3 diferentes explicações dos Cristãos para tais fósseis:

1 – Posição naturalista e evolução teísta: afirmam que os fósseis provam a teoria da evolução, portanto, o homem evoluiu dos primatas. Alguns acham que não existe espírito, somos apenas corpo evoluído e energia. Outros acham que em algum momento no processo evolutivo, Deus colocou o espírito no homem. É como se Adão acordasse um dia, olhasse pra sua mãe e dissesse: “quem é essa macaca?” Alguns acham que o homem (homo sapiens) teria aparecido há uns 150 ou 200 mil anos atrás, baseado na datação dos fósseis por métodos de decaimento radiativo (ex. Dr. Hugh Ross, do Reasons do Believe). Outros preferem ficar com a cronologia Bíblica pós-Adão e creem que o homem apareceu há aproximadamente 6000 anos. Qualquer outro hominídeo que houve antes disso não era um homem (não tinha um espírito humano), por mais evoluído que fosse (ex. Dr. Gerald Schroeder, PhD MIT).

2 – Outra posição acredita que nenhum dos primatas antigos foi ancestral do homem. Eles eram apenas animais que foram extintos com o tempo. O homem foi criado de maneira especial por Deus e colocado em um paraíso na terra chamado Éden há 6000 anos atrás. As pinturas antigas, atribuídas a homens das cavernas, teriam sido feitas por descendentes de Adão após a queda. Os que defendem esta teoria argumentam que a datação de fósseis e artefatos reconhecidamente humanos com mais de 10000 anos está errada.

3 – A terceira posição argumenta que todos os fósseis (dinossauros, primatas e humanos) têm menos de 10000 anos e a datação científica de todos eles está errada. A terra é nova e, portanto, estes primatas não têm nada a ver com o homem e se extinguiram no dilúvio na época de Noé.

Eu me identifico mais com a segunda posição acima, mas não me considero apto para discutir a parte científica deste assunto.

Pra terminar, uma curiosidade. Você já deve ter visto algum quadro semelhante à figura abaixo:


Esta figura mostra alguns dos estágios da suposta evolução do homem, como se fosse sua árvore genealógica. Se algum dia você tiver a oportunidade de visitar o Museu de História Natural de Londres, vá até a seção de fósseis de hominídeos. Eles estão todos lá. Na vitrine dos crânios você vai ver uma placa com os dizeres: “Relatives? Yes. Ancestors? No”, traduzindo, “Parentes? Sim. Ancestrais? Não”. O que isto significa? Significa que a figura acima está errada até mesmo para biólogos não-cristãos e os livros de escola precisam ser atualizados. Os biólogos não acham mais que o homem evoluiu a partir do australopitecus, homo erectus, neanderthal ou qualquer outro destes. Eles acham que o homo sapiens e estes outros hominídeos devem possuir um ancestral comum em algum lugar no passado, mas este ancestral ainda não foi encontrado. É o chamado “elo perdido” (se tiver algum biólogo lendo isto e achar que eu estou falando besteira, pode me corrigir. Estou apenas repassando a informação que peguei diretamente num poster no museu de Londres). Até 2009 o candidato mais provável para elo perdido era o sujeitinho abaixo, Darwinius masillae, um macaquinho com alguns centímetros de altura e cauda longa, que parece ter vivido há algumas dezenas de milhões de anos. Também está no mesmo museu.

 
 p. s.  Uma atualização das informações finais deste post, incluindo recentes descobertas publicadas na Nature, pode ser encontrada no post Evolução II.

21 comentários:

  1. Érico, desconheço o que significa exatamente DNA 97% semelhante (peso das partes iguais do DNA, quantidade de informação - medida de que forma,..??). Como você destacou, é óbvio que os 3% restantes (o que quer que os 3% exatamente signifiquem) têm impacto decisivo. Essa é uma constatação típica de num contexto em que se usa "argumentos morfológicos". Por isso tais argumentos não podem ser mais do que acessórios no debate da hipótese evolutiva. O que se faz, com excessiva frequência (notadamente no caso da evolução), é usar argumentos acessórios para construir uma hipótese plausível e, em seguida, vender plausibilidade como verdade ao público em geral.

    ResponderExcluir
  2. Karl,

    Também não sei como comparam o DNA. Dizem que compartilhamos 50% dos nossos genes com as bananas (Coglan & Boyce, New Scientist 167 (July 1):5, 2000). Na verdade, eu conheço alguns humanos que parecem ser 100% banana.

    O problema é que para um biólogo a evolução é a única saída, a não ser que queira cair no "ridículo" de dizer que foi Deus que criou o homem à sua imagem e semelhança. Acaba perdendo o diploma.

    Acho que os argumentos morfológicos podem ser usados para construir a hipótese plausível, só não devem ser vendidos como verdade absoluta.

    ResponderExcluir
  3. Érico, recordo que há um artigo do Prof. Alvin Plantinga (veja uma tradução em http://www.apologia.com.br/?p=116) mostrando que naturalismo e evolução são incompatíveis. Obviamente muitos não gostaram, mas até agora não há argumentos convincentes que contradigam Plantinga.

    ResponderExcluir
  4. Amigo Erico
    Esta Teoria da Evolucao eh uma coisa maligna inflamada no mundo por mentes descrentes que combatem a verdade do Nosso Deus, que nos criou a Sua Imagem e Semelhanca e que fez o Seu Filho tomar a natureza humana e selar a paz e alianca entre Deus e os homens a ponto de sermos chamados Filhos do Altissimo.
    Esta eh a nossa heranca a nos os que cremos.
    Nossa vida nao eh em vao ou sem sentido ou sem explicacao... Naos somos animais... Somos Filhos de Deus.
    Lah na eternidade esta confusao serah esclarecida. Hoje cremos. Amanha veremos com os nossos proprios olhos.
    Um abracao
    Nilson

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela matéria. É sempre bom ler as opiniões de cristãos e não-cristãos sobre a origem (ou criação) do universo e de nós humanos.

    Você falou de três hipóteses sobre uma possível explicação dos fósseis para os cristãos. Bom, as hipóteses de número 2 e 3 são absurdas de acordo com o conhecimento que temos hoje. A ciência é como uma teia de aranha, isto é, ela é composta por fatos interconectados. Se uma teoria bem estabelecida como a radioatividade (que está por trás da datação dos fósseis por carbono 14) cai, é até impossível pra mim imaginar que outras teorias cairiam também (como a bomba nuclear explodiu em Nagazaki?). Só resta a hipótese 1, que acredito que seja a mais aceita pelos cientistas cristãos.

    Devo lembrar que, ao contrário do que muitos pensam, a ciência nunca nos trará a verdade absoluta. A ciência verdadeira sempre estará questionando as verdades do seu tempo.

    Eu também nunca li "A Origem das Espécies", mas o pouco que sei dela é suficiente para mim dizer que ela é uma teoria brilhante. Outro equívoco grave: "nós evoluímos do macaco". Muito mais do que isso, nós CONTINUAMOS evoluindo. É so assistir os jornais, e ver quantidade de crianças nascendo com "mutações", a maioria delas sendo deformidades como seis dedos, hipersensibilidade ao sol, e etc. Mutações "ruins" dificilmente são passadas adiante. Mas nem todas as mutações são ruins. A capacidade de digerir leite bovino, por exemplo, é recente. Homens que sofreram uma mutação que os possibilitaram se alimentar do leite bovino puderam sobreviver ao rigoroso frio do continente europeu. Esses homens geraram descendentes, e alguns deles herdaram essa caractarística. Bingo, está explicada a evolução. Obviamente continuaram a nascer crianças sem a capacidade de tomar leite, mas essas tiveram muito menos chance de sobreviver. "A natureza selecionou os mais bem adaptados".

    A evolução natural parece ser uma teoria perfeita, mas o que faz com que os seres vivos sofram mutações? Até onde eu sei, os cientistas não têm uma única teoria sobre esse assunto. A visão reducionista das coisas poderia apontar a própria natureza probabilistíca da Mecânica Quântica como a culpada por alterações no modo como ocorre a duplicação do DNA. Eu não acho que seja tão simples assim, mas essa poderia muito bem ser uma explicação. Não sei se você sabe, mas foi devido aos avanços na Teoria Quantica que tornou possível essa matéria ser publicada aqui no blogger.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pela participação, Marco. Não acho que mutações e seleção natural sejam um mecanismo tão simples de desenvolvimento de novas informações quanto o que você colocou. Sofrer uma acidente e nascer com um dedo defeituoso é uma coisa, transformar uma ameba em um ser humano é outra bem diferente, sem falar na origem da ameba. O tempo parece ser o deus da evolução, capaz de criar qualquer coisa através de acidentes em série.

    Mas você tem razão, a opção 1 é a única que poderia ser discutida do ponto de vista científico segundo os padrões e conceitos atuais de ciência. É por isso que escrevi o post seguinte. "Eu sou burro".

    ResponderExcluir
  7. Sugiro a leitura do Origem das Espécies, de Charles Darwin, e A Caixa Preta de Darwin, de Michael Behe.

    Além disso, leia sobre a teoria do Design Inteligente que se propõe uma terceira via, e uma visita ao meu blog onde exponho as dificuldades fundamentais da teoria da evolução no contexto de justificação teórica:
    http://pos-darwinista.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Enézio,

    Já li um pouco sobre Intelligent Design e assisti "Expelled". Me parece mais uma linha filosófica do que uma teoria. De qualquer jeito, apesar de não ser uma linha necessariamente cristã, entendo que se assemelha com a vertente 1 mencionada no meu post, uma vez que admite que um Designer inteligente interferiu e conduziu o processo de evolução/criação.

    ResponderExcluir
  9. Desde já, esclareço que tudo que digo aqui é minha opinião e que não desejo influenciar ninguém, alias quem sabe ela possa até mudar um dia.
    Mal tive vontade de ler totalmente seu texto (li-o), mas me sinto mal por ver um ser humano perdendo tanto tempo pra dizer tantas bobagens e querendo levar mais pessoas para o caminho por um caminho que considero errado, pregando uma lavagem cerebral.
    A bíblia, ou qualquer outro documento religioso muito mal explicam também qualquer coisa relativa a criação do homem, ao menos os cientistas param e esclarecem: "A partir desse ponto não somos mais capazes de descobrir ou ligar os pontos"; nada mais justo, pelo menos não ficam criando estórias fantasiosas com propósito de iludir pessoas que mal tem capacidade de pensar por si e ver os dois lados da moeda. (se esses a tivessem, a igreja já tinha caído e a humanidade seria muito mais prospera; pelo que conheço em minha vivencia e tempo de estudos analisando ambos os lados - obviamente - para não chegar à conclusões precipitada)
    A igreja, para mim é algo bom, como se fosse uma escola de ética, mas não poderia passar disso.
    Dizendo inverdades ou no mínimo coisas sem um pingo de prova para cativar cristãos e fechando suas cabeças.
    A maioria dos pobres coitados sequer sabem o que dizem com palavras como "aleluia", quem dirá saber a verdadeira historia por traz de cristo.
    Essas pessoas só procuram a paz interior, um motivo para suas vidas, uma razão para continuar a levar a vida.
    A igreja aproveita esses momentos de fraqueza e fazem do mundo seu domínio, enriquecendo pastores, padres e seus superiores, que vira e meche são presos, por estuprar moças ou por estar com dinheiro ilegal indo para fora do pais.
    Porque a igreja matou tanto? Porque nunca tentam mostrar os dois lados, apenas com verdades, com coisas lógicas e explicáveis.
    Se Deus é justo, seremos todos livre um dia.
    Leia mais, sobre todos os assuntos e veja todos os lados de uma historia, mas principalmente sobre algo que você pretende discursar.

    PS: Espero que tenha lido tudo, que me corrija e responda.

    ResponderExcluir
  10. Guilherme,

    Não há o que responder no seu post. Você deixou sua opinião muito clara. Convido você a continuar lendo os outros artigos do site. Sugiro o seguinte:

    http://somentecristo.blogspot.com/2011/04/ciencia-e-fe.html

    "Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.", Hb 11:3

    ResponderExcluir
  11. Esperem em cristo pois a resposta virá em suas faces iludidas.

    ResponderExcluir
  12. sou uma pessoa muitissimo crente em Deus, mas também os melhores cientistas do planeta são os religiosos então talvez esta teoria tenha alguma relação com o que está escrito na bíblia,na biblia fala que Deus criou o homem mas não fala como é a aparencia do homem talves o homem pudesse ser diferente não um macaco,creio um pouca teoria cientifica até porque ja foi achadfo por arqueologos varios fosseis e talvez o homem venha se adapitando ao planeta terra que muda constantemente tanto com habitos tecnologias clima etc...
    esta é minha opnião e respeito todas a s outras
    ass: uma pessoa crente em Deus e na realidae cientifica

    ResponderExcluir
  13. Só a título de curiosidade, C. S. Lewis achava que Deus criou o corpo do homem via evolução, e em algum momento, botou-o pra dormir e soprou o espírito humano em suas narinas, tornando-o a imagem e semelhança de Deus. Como eu disse no post, não creio que foi assim por falta de suporte bíblico e por não estar convencido de que mutações aleatórias e seleção natural possam fazer uma espécie evoluir tanto, apenas aumenta a diversidade.

    ResponderExcluir
  14. Meus caros, faltaria talvez informar que o Vaticano aceita a Teoria de Darwin para a explicação da evolução e que não acha que ela seja incompatível com a Bíblia nem com a fé. Isso acalmaria as dúvidas de alguns que se atormentam por pensar que uma se opõe à outra - com excepção dos fundamentalistas dogmáticos (nomeadamente sob influência dos Evangélicos americanos), para quem os fins justificam os meios e, portanto, a mentira sendo pecado pode se usar, se for para defender a fé...

    ResponderExcluir
  15. O pessoal mente sem querer neste assunto.

    ResponderExcluir
  16. Érico, gostaria de saber uma coisa.
    Ao ser indagado pelo Marco de que as opções 2 e 3 eram incompatíveis ao mundo científico atual, vc respondeu falando que concordava, e por isso tinha escrito que "era burro".
    Mas eu gostaria de saber mais sobre isso. Porque para o senhor convém ter uma crença completamente antagônica à ciência? Porque desprezar a ciência quando esta infringe sua crença, ao invés de tentar adaptar a crença de forma à ter essa compatibilidade?
    Pra mim é muito confuso isso, pois o senhor, sendo um cientista, possui um apreço pelo o que a ciência é e pelo que ela pode mostrar.

    ResponderExcluir
  17. Paulo,

    Eu disse que as opções 2 e 3 eram incompatíveis com o conceito ATUAL de ciência, pois este é dominado pelo naturalismo pleno. Não que todos os grandes cientistas da atualidade assumam esta posição, mas é o que está em vigor. Minha crença não é antagônica ao conceito de ciência adotado por Newton, Maxwell, Faraday, Pascal, etc., que eram homens de fé em Deus e nas Escrituras. Quanto a tentar uma compatibilidade entre crença e ciência, todo homem de fé faz isto, basta checar meus posts:

    http://somentecristo.blogspot.com.br/2011/04/ciencia-e-fe.html

    http://somentecristo.blogspot.com.br/2011/06/big-bang.html

    e principalmente:

    http://somentecristo.blogspot.com.br/2011/06/continuando-o-post-passado-abaixo-eu.html

    A ciência comprovada não deve contradizer as Escrituras, corretamente interpretadas.

    ResponderExcluir
  18. Senhor, estude.
    Busque conhecimento, não engula sonhos.

    ResponderExcluir
  19. Sugiro a leitura dos livros "A Escalada do Monte Improvável" e a "A Grande História da Evolução" ambos do biólogo evolucionista Richard Dawkins. Além disso procure informações em livros de ensino médio que são bastante úteis e didáticos.

    Abraço

    ResponderExcluir
  20. Anônimo, valeu pelo senso de humor. Já li alguns capítulos de "A Grande História da Evolução".

    ResponderExcluir